Menu fechado

Eu Tenho Diabetes, e Agora??

Diabetes é uma doença muito perigosa e precisa ser levada a sério.

Uma parte da população de hoje pode estar propensa a desenvolver a doença e nem ao menos se dá conta.

Mas afinal, o que é diabetes? Como saber se eu tenho? O que fazer caso eu tenha?

É sobre isso que vamos falar no post de hoje.

Primeiramente, vamos falar um pouco da doença.

O que é a diabetes?

Diabetes é uma doença crônica não transmissível que ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente.

Ocorre também quando o corpo não consegue mais utilizar de maneira eficaz a insulina que produz.

A insulina, por sua vez, é o hormônio responsável pela regulagem de glicose no sangue.

Esse processo é fundamental para o bem-estar, já que o corpo humano precisa da energia vinda da glicose para funcionar.

Porém, existem diversos riscos em ter altas taxas de glicose no sangue, podendo eventualmente causar complicações no coração, artérias, olhos, rins e nos nervos.

Tipos de diabetes e sintomas

Existem alguns tipos de diabetes, cada uma delas pode se manifestar de formas diferentes.

Por isso é essencial ficar atento caso apresente algum sintoma e sempre procurar um médico ou uma clínica especializada caso isso ocorra.

Os principais tipossão:

Pré-diabetes

Antes de mais nada, é preciso explicar esse estado, afinal, muitas pessoas se confundem ou não tem o conhecimento do que é pré-diabetes.

O pré-diabetes é um termo utilizado para apontar o paciente tem o potencial para desenvolver a doença.

No caso da Diabetes tipo 1, esse estado não existe pois a pessoa nasce com uma predisposição genética à doença, ou seja, ela já nasce com a impossibilidade de produzir insulina. Em outras palavras, ela desenvolve o diabetes em qualquer idade.

Esse é um estado que pode ser protelado com a prática de atividades físicas, uma dieta saudável e redução do peso.

Diabetes Tipo 1

O pâncreas produz pouca, ou nenhuma insulina. A doença ocorre na infância e adolescência e é insulinodependente, ou seja, exige uma aplicação de insulina diariamente.

Sintomas da Diabetes Tipo 1:

  • Fome em excesso.
  • Sede em excesso.
  • Vontade frequente de urinar.
  • Emagrecimento fora do normal.
  • Náusea e vômito.
  • Mudanças de humor.

Diabetes Tipo 2

As células são resistentes à ação da insulina no organismo.

Esse tipo não é insulinodependente, porém pode afetar pessoas com mais de 40 anos, porém, pode ocorrer em qualquer idade.

Sintomas da Diabetes Tipo 2:

  • Fome em excesso.
  • Sede em excesso.
  • Feridas que demoram para cicatrizar.
  • Frequentes Infecções na bexiga, rins e pele.
  • Alteração visual.
  • Formigamento nos pés e mãos.

Outros tipos de Diabetes

  • Diabetes Gestacional

Como o nome sugere, ocorre temporariamente durante a gravidez e, em grande parte dos casos, é causado pelo aumento de peso da gestante.

É fundamental que toda gestante realize esse exame regularmente no Pré-natal.

Cerca de 2 a 4% das gestantes podem sofrer com esse tipo de diabetes e implica risco aumentado no desenvolvimento posterior da doença para a mãe e para o bebê.

  • Diabetes Latente Auto-Imune do Adulto (LADA)

Ela atinge os adultos e representa um agravamento do diabetes tipo 2.

Sua principal característica é o desenvolvimento de um processo autoimune do organismo, que começa a atacar as células do pâncreas.

Como saber se eu tenho Diabetes?

A diabetes é um doença muito complicada e deve ser acompanhada com cuidado.

Ela é considerada uma doença silenciosa, isso porque ela só apresenta sinais quando já está instalada no corpo.

O jeito mais fácil de se descobrir se você possui ou não é consultando um médico.

Atualmente existem alguns exames que auxiliam o profissional da saúde a chegar nesse diagnóstico.

Os exames mais comuns são os de:

  • Glicemia de jejum: Mede o nível de açúcar no seu sangue naquele exato momento.
  • Hemoglobina glicada (HbA1c): Revela a concentração média de glicose nos 60 dias anteriores ao exame.
  • Curva glicêmica: Determina a capacidade que o corpo tem de processar grandes quantidades de glicose.

Para que a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) considere o diagnóstico, é necessário que os exames apresentem os seguintes resultados:

  • A hemoglobina glicada precisa estar acima de 6,5% confirmada em outra ocasião (dois testes alterados);
  • Uma dosagem de HbA1c associada a glicemia de jejum precisa estar maior que 200 mg/dl ou dois testes alterados para glicemia de jejum.

Além desses resultados, é importante que os exames alterados estejam relacionados à presença de sintomas de diabetes, como por exemplo: urinar várias vezes ao dia, desidratação e sede intensa.

Lembre-se sempre de realizar esses exames em laboratórios que utilizem equipamentos de qualidade e profissionais confiáveis, visto que resultados falsos positivos podem ocorrer.

Eu tenho diabetes, e agora?

Quem tem diabetes precisa ficar constantemente atento a glicemia do organismo.

Existem vários riscos que podem causar danos ao seu organismo, como por exemplo complicações renais, lesões oculares e problemas de pele.

Pensando nesses pacientes, separamos algumas dicas que podem te ajudar a controlar.

Desenvolver alguns hábitos podem te ajudar a conviver com a diabetes e controlar a glicose sem abrir mão da sua qualidade de vida.

1 – Controle o peso

Caso você tenha essa doença e esteja acima do peso, uma boa pedida é procurar um nutricionista. Uma vez que, apenas um bom profissional poderá te passar uma dieta adequada.

Sem dúvida, você será capaz de perder aqueles quilinhos extras, bem como, controlar melhor o açúcar.

2 – Realize atividades físicas

Atividade física é bom para qualquer pessoa, afinal, é graças a elas que ganhamos mais resistência e nos mantemos animados.

Para algumas pessoas a prática é fundamental, sobretudo, para quem tem diabetes.

Além das vantagens que já conhecemos, quem se exercita consegue diminuir a resistência à insulina na musculatura periférica.

Outra grande vantagem é a diminuição do risco de infarto presente para que tem a doença.

3 – Coma fibras

Uma alimentação rica em legumes e verduras é fundamental para o paciente que possui diabetes.

Isso se deve às fibras presente nesses alimentos.

Elas podem ajudar a diminuir a absorção de glicose no sangue, além do paciente comer menos devido a sensação de saciedade.

4 – Evite carboidratos simples

Quaisquer alimentos que se transformam rapidamente em glicose devem ser evitados ao máximo. Por isso, evite farinha branca, açúcar e outros tipos de carboidratos!

5 – Evite o álcool

Bebidas alcoólicas podem conduzir a sua glicemia tanto para cima (hiperglicemia) quanto para baixo (hipoglicemia).

Uma bebida alcoólica recomendada é o vinho tinto seco, todavia, o mesmo não deve ser ingerido em excesso.

6 – Durma bem

Uma boa noite de sono ajuda e muito as pessoas que tem essa doença.

Dormir menos de 7 horas pode piorar o controle do açúcar.

Isso pode causar a produção elevada de cortisol, o hormônio que aumenta o acúmulo de gordura abdominal.

Realize seus exames com profissionais confiáveis

Você já percebeu que com diabetes não se brinca.

Mesmo que a doença seja controlável é necessário o acompanhamento de um médico, além de se realizar exames frequentemente.

Caso você apresente algum sintoma citado, não perca tempo! Procure um médico e realize seus exames no Laboratório Biovida.

Se você deseja saber mais sobre laboratórios de análises clínicas, Clique Aqui! Temos um post completo que te explica o que é e qual a sua função!

Em os nossos laboratórios, realizamos todos os exames necessários para o auxiliar no seu diagnóstico!

Nós possuímos profissionais capacitados e equipamentos de alta confiabilidade e precisão, certamente poderemos te ajudar!

Comente aqui embaixo se você já realizou algum desses exames!

 

 

Fontes:

http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/diabetes
https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/diabetes/
https://www.minhavida.com.br/saude/temas/diabetes
https://www.minhavida.com.br/saude/galerias/16534-diabetes-oito-respostas-para-o-paciente-que-recebeu-o-diagnostico
http://gliconline.net/diagnostico/
https://www.endocrino.org.br/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-diabetes/

Confira Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *