Menu fechado

Tudo o que você precisa saber sobre a Hepatite

Muitas doenças graves são silenciosas e nem sempre apresentam sintomas, a hepatite pode ser uma delas.

A doença consiste na inflamação do fígado, e pode ser causada por diferentes agentes como vírus, remédios, álcool e outras drogas, ou também por doenças autoimunes e genéticas.

Por isso, é importante o diagnóstico precoce para que o paciente receba tratamento desde o princípio da doença e possa minimizar os sintomas, além de poder retomar suas atividades principais.

Tipos mais comuns da doença 

A hepatite pode se manifestar de diversas formas, de acordo com o meio em que o paciente foi infectado e as causas. Dentre os tipos mais comuns estão:

 

  • Hepatite A

    É uma infecção do fígado altamente contagiosa, a sua causa é derivada do vírus da hepatite tipo A (HAV). Ele é transmitido por água e alimentos contaminados, ou de uma pessoa para outra através do contato sexual, sem proteção.

 

  • Hepatite B

Esse tipo da doença também é causado por vírus, desta vez o da Hepatite tipo B (HBV). Ela pode ser prevenida por meio da vacina, que é amplamente disponibilizada nos postos de saúde. O vírus é transmitido por meio de fluidos corporais. Pessoas submetidas ao uso de material cirúrgico contaminado, usuários de drogas injetáveis, lâminas de barbear, ou alicates compartilhados têm maior risco de contrair esta forma de hepatite. Este vírus também pode ser passado pelo contato sexual, ou ainda, ser transmitido de mãe para filho.

 

  • Hepatite C

O vírus da hepatite tipo C (HCV) também é transmitido pelos fluidos corporais, podendo ser passado pelo contato sexual, reforçando a necessidade do uso de preservativos. Usuários de drogas injetáveis e pessoas submetidas ao uso de material cirúrgico contaminado e não-descartável, lâminas de barbear ou alicates compartilhados têm maior risco de ter este tipo de hepatite.

 

  • Hepatite alcoólica

Como o próprio nome sugere, esse tipo da doença é causado pelo consumo excessivo de álcool. Pode ser causada pelo uso abusivo de substâncias alcoólicas e pode desencadear um processo crônico que leve a cirrose e insuficiências hepáticas.

 

  • Hepatite autoimune

Consiste na inflamação do fígado devido ao ataque do sistema imunológico do paciente. Uma espécie de falha no sistema imune que produz anticorpos que vão reagir contra o próprio fígado. Mais comum em mulheres, este processo pode se desenvolver de forma crônica e até levar à cirrose hepática se não tratado adequadamente.

 

  • Hepatite medicamentosa

Diversos medicamentos, inclusive os de natureza fitoterápica, podem causar sérios danos à saúde do fígado. Certos remédios requerem monitoramento com exames laboratoriais periódicos para, no caso de ocorrer lesão hepática, suspender precocemente o medicamento.

 

Principais sintomas da doença 

Normalmente os sintomas podem ser confundidos com outras doenças, e muitas vezes os vírus do tipo A, B e C e outros são os mesmos, por isso é importante o exame para o diagnóstico correto.

Dentre os principais sintomas estão:

  • Febre
  • Icterícia (pele e olhos amarelados)
  • Náuseas e vômitos
  • Falta de apetite
  • Urina cor laranja escuro
  • Fezes esbranquiçadas
  • Vermelhidão na pele
  • Desconforto abdominal

 

Quais exames devo fazer para detectar a hepatite?

 Os exames para diagnosticar a doença baseiam-se em marcadores da função hepática como a albumina, as bilirrubinas e o tempo de atividade da protrombina. Com o intuito de determinar a causa, normalmente são solicitadas sorologias para os diferentes vírus de hepatite. Em casos selecionados podem ser solicitados marcadores de autoimunidade.

O médico também poderá solicitar uma ultrassonografia para avaliar o tamanho do fígado, a presença de tumores ou diferentes líquidos.

Quando o tratamento é seguido corretamente a hepatite C tem cura em mais de 90% dos casos, segundo dados do Ministério da Saúde.

As hepatites B e D têm tratamento e podem ser controladas, evitando a evolução para cirrose e câncer.

Já a hepatite do tipo A é uma doença aguda e o tratamento se baseia em dieta e repouso.

Se você tiver qualquer suspeita de ter contraído a doença, ou apresentar os sintomas listados acima procure um médico. Solicite exames para a comprovação e o início do tratamento de forma imediata.

 

Nosso laboratório conta com rígidos padrões de segurança e confiabilidade, por isso disponibiliza uma ampla estrutura preparada para receber os pacientes. Conheça mais sobre o Laboratório Biovida!

Siga-nos nas redes sociais para ficar mais informado sobre assuntos de saúde, bem-estar e qualidade de vida.

 

Confira Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *